Escola de Educação em Direitos Humanos

Acervo Digital

Organizações e Entidades

Fale com a ESEDH

  • DISQUE 100
  • sos racismo
  • 180

Notícias

11/11/2019

ADÉLIA SAMPAIO: ”PRETA, POBRE, NÃO VAI... MAS FOI”

Até os 13 anos, Adélia Sampaio não sabia o que era cinema. Foi junto da irmã que entrou numa sala, pela primeira vez, e ali decidiu: "eu vou entrar nessa tela". Deu o primeiro passo de sua carreira ocupando uma vaga de telefonista em uma distribuidora ligada ao Cinema Novo. Anos depois, em 1984, tornou-se a primeira mulher negra a dirigir um longa-metragem no Brasil, mas sequer sabia do próprio pioneirismo até pouco tempo atrás. Inspirada por notícias de jornais e acontecimentos verídicos, o seu interesse está em mostrar, explicar e deixar rastros da nossa história através do cinema. "É uma maneira de gritar", explica. 

Assista:

https://www.youtube.com/watch?v=WnFbK2IqfVs&feature=emb_logo

Fonte: https://revistatrip.uol.com.br/trip-tv/a-primeira-mulher-negra-a-dirigir-um-longa-metragem-no-brasil-conta-sua-ousada-trajetoria-no-cinema

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.